domingo, 17 de junho de 2018


420 - Terras de Capelins 

Percursos Pedestres de Capelins 

PR 6

OS SEGREDOS DE FERREIRA DE CAPELINS

A Aldeia de Ferreira faz parte da Freguesia de Santo António de Capelins, tem cerca de 500 habitantes (Freguesia), segundo os censos de 2011, situa-se no Concelho de
Alandroal e no Distrito de Évora.
As terras de Capelins (que incluiam a Villa de Ferreira de 1314), são habitadas desde a Pré-História, existem vários povoados nas margens da Ribeira de Lucefécit, um nome original, esta ribeira que vai desaguar no Rio Guadiana (atual Albufeira de Alqueva).
Os Romanos vieram atrás do minério, que por aqui existe em grande quantidade e deixaram-nos vários vestígios: Minas, Villas, Necrópoles e um espectacular Forte no Outeiro dos Castelinhos. Este Forte era semelhante ao Castelo da Lousa agora submerso pela Albufeira do Alqueva.
Da Idade Média temos uma Necrópole de sepulturas escavadas na rocha, aqui foram identificadas doze sepulturas. Associada à necrópole está a Ermida de Nossa Senhora das Neves. Esta é uma provável reconstrução do século XVIII da medieval Ermida de Santa Maria de Ferreira. No mesmo cabeço localiza-se o Monte de Ferreira, seria aqui a ancestral Vila de Ferreira.
Existe uma planta do sargento Tozé Monteiro de Carvalho, feita para a Rainha D. Maria I, que mostra a existência de um Forte Abaluartado em Ferreira. Este Forte terá sido destruído para não cair nas mãos dos espanhóis.
A Casa do Infantado tinha por aqui terrenos, como evidência temos o Monte do Escrivão e vários marcos de propriedade. D. João IV no século XVII criou a Casa do Infantado que servia de sustento aos Infantes do Reino.
A proximidade de cursos de água importantes permitiu a construção de vários moinhos, agora debaixo das águas do Alqueva. As características do terreno permitem o fabrico de telhas, tijolos e baldosas, como atestam alguns fornos ainda em pé. O minério continuou a ser explorado até ao século XX, principalmente Ferro e Cobre. A Agricultura, o gado, e claro………. o Contrabando foram essenciais para sustento das gentes de Ferreira. São, assim, muitos os “Segredos de Ferreira” que pode desfrutar neste passeio.
A toda esta Identidade Cultural podemos acrescentar nos Arrabaldes da Aldeia uma forte humanização da paisagem: culturas, muros, poços, caminhos, levadas e muito mais.
A Natureza tem um papel fundamental no nosso passeio, aqui podemos observar muita da fauna e flora que infelizmente desapareceu noutras partes do País.
Por todo o lado, mas principalmente nas margens dos cursos de água, podemos observar muitos pássaros com destaque para a rara Cegonha Preta (Ciconia nigra) ou várias aves de rapina.
Nos riachos as esquivas Lontras (Lutra lutra) mergulham pescando os mais variados peixes e crustáceos.
Raposas (Vulpes vulpes) e Javalis (Sus scrofa) espreitam-nos no meio da folhagem, invisíveis ao nosso olhar mas atenção às pegadas.
Na Primavera os campos parecem telas de um pintor impressionista, com Soagem ou Chupa-mel (Echium plantagineum) e Papoilas (Papaver rhoeas), entre muitas outras, cobrindo os cabeços até onde a vista alcança.
No Verão descansa-se um pouco na sombra de Sobreiros (Quercus suber) e Azinheiras (Quercus ilex), as quais, se ainda forem jovens são…….. Chaparros. 
in CM de Alandroal 



Sem comentários:

Enviar um comentário

460 - Terras de Capelins  Os Moinhos do rio Guadiana nas Terras de Capelins  Em Montes Juntos, aldeia que serviu de residência a di...