sábado, 7 de outubro de 2017

204 - Terras de Capelins: Faleiros - Ferreira de Capelins - Montejuntos
História, lendas e tradições das terras de Capelins
A Lenda do Açude na Foz da Ribeira de Lucefécit e, o Milagre de Nossa Senhora das Neves
A Ribeira de Lucefécit desde sempre teve muito peixe, porém, a partir do ano de 1750, o peixe começou a ser escasso e, algumas espécies estavam em extinção porque, existia um açude alto e forte na sua foz que não deixava passar os peixes que deviam subir a partir do rio Guadiana! Os peixes da Ribeira do Lucefécit que eram facilmente pescados com os rudimentares apetrechos de então, matavam a fome a muita gente, por isso, as famílias mais afetadas começaram a queixar-se a todas as entidades sobre o que estava a acontecer, por culpa do dito açude, mas ninguém lhe valia! 
Em todas as missas os fregueses pediam ajuda aos Párocos, da Vila de Ferreira ás Neves, Rosário e Terena! Eles compreendiam e, estavam contra aquele açude, ao ponto de constar nas Memórias Paroquias de S. Pedro, Terena, mas como não tinham poder para ordenar a sua destruição, diziam-lhe para rezarem e pedirem aos Santos da sua fé para os ajudarem, mas os anos passavam e, a situação piorava! As pessoas comentavam que: “o melhor seria vir uma grande cheia que levasse o açude para o fundo do pego de Santa Catarina”, mas como os anos iam tão secos, decerto isso nunca aconteceria, porque o açude era tão forte que essa possibilidade não seria fácil de acontecer, a não ser que houvesse um milagre!
O ano de 1782, continuava seco, como os anteriores e, já no mês de Março ainda não tinha chovido quase nada, as searas estavam a sumir-se, adivinhava-se um ano de fome , então os fregueses decidiram fazer uma prece a Nossa Senhora das Neves a pedir chuva! Fizeram a primeira novena e não choveu nada! Esperaram nove dias e continuaram, no final fizeram uma procissão ao longo da Ribeira do Lucefécit, pelo Escrivão, Talaveira, Roncão, até à foz, para que Nossa Senhora das Neves visse a secura dos camposo e, quando chegaram ao rio Guadiana lembraram-se de mais uma vez pedir ajuda a Nossa Senhora para que o dito açude que tanto mal lhe fazia se sumisse dali, aproximando-se a procissão do açude! A fé das pessoas era tanta que, acreditaram na ajuda da Senhora das Neves!
Algumas horas depois de terminar esta procissão, o céu nublou-se e, à noitinha começou a chover torrencialmente, continuando a chover, com pouco alivio, o resto do mês de Março e todo o mês de Abril! Havia água nos regatos, ribeiros, ribeira e nos campos como há muitos anos não se via! Naturalmente, a Ribeira do Lucefécit manteve-se com um caudal muito elevado até ao início de Maio e, quando voltou ao nível normal, as pessoas tiveram uma grande surpresa, a verdade é que não existia nenhum sinal do açude, o mesmo tinha sido arrastado até à última pedra para o fundo do pego de Santa Catarina! Os fregueses ficaram abismados com este acontecimento e, não tiveram dúvidas que foi um milagre de Nossa Senhora das Neves.
O açude nunca mais foi reconstruído e, a Ribeira do Lucefécit renovou-se com muito peixe que, aliviava a fome a muitos necessitados.

Informamos que, quase tudo o que consta nesta narrativa, corresponde à realidade! 

Ermida de Nossa Senhora das Neves em Capelins



Sem comentários:

Enviar um comentário

274 - Terras de Capelins  História de Capelins  Até, perto de meados de 1800, os capelinenses eram sepultados no interior da Igreja d...