sábado, 24 de junho de 2017

289 - Terras de Capelins: Faleiros - Ferreira - Montejuntos  
História, lendas, mitos e contos das Sereníssimas terras de Capelins 
A lenda da Ti Maria das Candeias e o Pão com Azeitonas do Ti Manoel Lopes 
No decénio de 1830, a Ti Maria das Candeias e o seu marido o Ti Manoel Lopes, moravam no Monte do Manantio, (depois Montejuntos), era uma família de seareiros, com vida normal na época e criaram cinco filhos que, entretanto já tinham debandado para casas próprias. A Ti Maria das Candeias, teve sempre fama de ser má, mas ninguém esperava que ela fizesse o que fez ao marido. O Ti Manoel Lopes, tinha uma courela no Carrão, mas também explorava outras, ao terço ou ao quarto (em que a terra era de um lavrador que permitia aos seareiros lá semearem e, depois na colheita, em cada três ou quatro partes, uma era para o dono da terra). O Ti Manoel todos os dias, de madrugada, atrelava a mula à carroça e partia a trabalhar nas courelas, levava o jantar (almoço) e só voltava ao Monte do Manantio já de noite, metia a mula no "cabanão" enchia a manjedoura de palha, para ela comer durante a noite e corria para casa onde a mesa já estava posta e as sopas de grão, de couve ou repolho, de feijão, ou uma açorda de favas, de feijão carêto, de beldroegas ou outra, estavam prontas a saltar para cima da mesa e o ti Manoel, já cheio de fome, depressa as comia e deitava-se, porque pelas quatro horas da manhã tinha de se levantar, comer e partir. Uma noite, o Ti Manoel, depois de arrumar o realejo, entrou em casa com os olhos postos na mesa, mas  não via nada para comer, então perguntou à Ti Maria o que era a ceia? E ela respondeu: Olha, come um bocadinho de pão com azeitonas! O Ti Manoel, não gostou, mas não teve outro remédio, comeu pão e azeitonas e deitou-se. Na madrugada seguinte, na hora de almoço (pequeno almoço) nada de açorda, nada de caldo, nada molhado para comer, voltou ao pão com azeitonas, chegou à hora do jantar (almoço) abriu a alcofa e ficou espantado, a Ti Maria tinha-lhe aviado pão com azeitonas, à noite a mesma coisa, o Ti Manoel já não se calou, zangou-se com a Ti Maria, disse-lhe que assim não podia ser, mas a Ti Maria, como era má, atirou-se a ele dizendo-lhe que havia por ali muita gente que nem pão com azeitonas tinham para comer e mais isto e mais aquilo e o Ti Manoel teve de se calar, mas no dia seguinte começou a contar aos vizinhos, filhos e amigos o que se estava passando, então todos falaram com ela e cada vez que entravam em casa ou estava refastelada numa cadeira ou comendo as sopas que habitualmente eram para os dois, depois dizia ao Ti Manoel que não comia nada, que já tinha comido qualquer coisa, mas afinal comia tudo ao homem, não podia estar boa da cabeça, era caso para ser resolvido pela bruxa, diziam os vizinhos e o Ti Manoel foi consultar a bruxa de Terena, contou-lhe o que se estava a passar e pediu-lhe ajuda. A bruxa depois de o ouvir disse-lhe que ia fazer umas mesinhas e que dentro de oito dias o Ti Manoel começava a comer bem. A Ti Maria continuo a fazer as sopas e antes do Ti Manoel chegar, comia tudo, mas um dia ao sentar-se à mesa começou a ouvir vozes que lhe diziam: "sua desenvergonhada como trata o marido", "sua gulosa, sua comilona" e outras palavras que lhe entoavam no cérebro, como não sabia de onde vinham as vozes saia de casa a correr à procura de quem assim falava, mas não via ninguém e, devido a isso perdia o apetite, deixando a comida para o Ti Manoel que já andava muito enfraquecido, ao contrário da Ti Maria das Candeias, que comia tudo e já tinha dificuldade em se movimentar, mas felizmente tudo  voltou ao normal e o Ti Manoel começou a encher a barriguinha de sopinhas! 
Nunca se soube se foi maldade da Ti Maria, ou se foi algum problema mental! 

Manantio - Montejuntos 



Sem comentários:

Enviar um comentário

460 - Terras de Capelins  Os Moinhos do rio Guadiana nas Terras de Capelins  Em Montes Juntos, aldeia que serviu de residência a di...