segunda-feira, 19 de junho de 2017

141 - Terras de Capelins 
História, lendas e tradições das terras de Capelins
A Lenda da Procissão de 1720 e o Milagre de Nossa Senhora das Neves
Durante as Festas de Nossa Senhora das Neves, aqui acodiam devotos das terras de Capelins e das vizinhas, incluindo de Espanha, a maioria de São Bento da Contenda. Estas Festas, como todas, ao longo dos tempos, misturavam parte religiosa com  pagã, ou seja, havia uma parte de diversão, com cante, poesia, jogos populares, atuações de grupos e bailes e a parte religiosa com missas cantadas e rezadas/faladas, meditação e a procissão, considerado o momento mais importante da Festa e que mais devotos aqui atraía. 
Conta esta lenda que no ano de 1720, a Procissão de Nossa Senhora das Neves, saiu da sua Igreja para cumprir o circuito de sempre, em volta do Lugar de Ferreira, que se situava no alto em frente onde hoje se ergue a Ermida. Chegou a hora e verificaram a formação de grande trovoada a sul, gerando grande burburinho, os padres e outros responsáveis começaram a conferenciar para decidir se deviam, ou não, dar continuidade à Procissão, as opiniões eram muito diferentes, uns diziam que a trovoada estava longe e não podiam deixar de a fazer visto a maioria das pessoas terem vindo de tão longe e ninguém tinha a certeza se a trovoada passava por ali, já rezavam a Nossa Senhora das Neves e a Santa Bárbara para afastar a trovoada para bem longe dali. Por fim, decidiram que a procissão seria realizada e com a banda de música já a tocar, as imagens e pendões das Irmandades nos seus lugares, os devotos começaram a andar. A trovoada estava cada vez mais próxima, eram relâmpagos e trovões, uma tempestade, como nunca tinham visto, mas todos continuavam em frente rezando fervorosamente e com muita fé, sempre esperando chuva torrencial sobre eles, a qual nunca chegou. A procissão fez o mesmo percurso de sempre e quando chegaram à Igreja a tempestade tinha passado e o comentário era geral, todos diziam: "Foi uma trovoada seca", não choveu uma gota, mas estavam enganados e só souberam o que se tinha passado, após algumas pessoas se afastarem do lugar onde tinha decorrido a procissão e viram que por todo o lado havia água em abundância, toda a gente foi ver e acreditaram que foi um milagre de Nossa Senhora das Neves! 

Procissão de Nossa Senhora das Neves 1978


Sem comentários:

Enviar um comentário

288 - Terras de Capelins  História de vidas de Gentes das terras de Capelins  Família "Romão" de Capelins e arredores  Co...